top of page

O que são as healthtechs?

Você sabe o que são as healthtechs? E como elas vêm para mudar a forma com que se comporta o setor da saúde? Hoje, vamos te mostrar como esse modelo de startup tem atraído bastante atenção de investidores e como ela pode ser uma boa alternativa para quem está com dificuldades na relação com os planos de saúde ou SUS (Sistema Único de Saúde).


Tech startups


No universo das startups, temos uma nova modalidade que surge com o objetivo de aplicar a tecnologia para otimizar rotinas de trabalho e, com isso, gerar avanço de segmentos específicos. Além da que iremos tratar, temos várias outras, como fintechs, que são focadas em soluções financeiras ou edtechs voltadas para o uso da tecnologia na educação, entre outras.


Cenário da área de saúde x healthtechs


O acesso ao plano de saúde tem sido um problema cada vez mais frequente para a maior parte da população, tendo em vista, tanto os custos da medicina privada, quanto a dificuldade no aguardo do SUS. Nesse cenário, surgem as healthtechs que possuem um modelo que pode se tornar uma boa opção para as pessoas, que por algum motivo, como saída de uma empresa, perderam o plano de saúde ou que não possuem condições de contratar um.


Healthtechs

Numa definição geral, são startups focadas na área de saúde. Mas então, quais seriam as diferenças para uma empresa comum, por exemplo? No caso desse tipo de startup, elas que, desde sua essência, são pensadas em simplificar e otimizar processos que foram estabelecidos pela medicina tradicional, mas que não passaram pela devida atualização tecnológica. Vejamos o exemplo da telemedicina, que vem enfrentando resistência já há um tempo, mas que se formos olhar a partir de outra ótica, pode beneficiar tanto o paciente, quanto o médico, evitando potenciais deslocamentos.


Segundo um estudo feito pela plataforma de negócios (Distrito), no Brasil, temos aproximadamente 700 healthtechs devidamente registradas. E isso só mostra como é um mercado que vem crescendo e gerando concorrência para setores convencionais da medicina. Além disso, ainda segundo o estudo, a principal área de atuação entre essas tech startups é a de gestão e prontuários eletrônicos. A partir disso, podemos perceber que nos próximos anos, muito da medicina irá mudar, como já temos em alguns segmentos como o da saúde mental. As pessoas têm adotado o método online para terapia, por exemplo. Com o passar do tempo, a tendência é que esse tipo de iniciativa abranja mais setores da saúde.

Segundo o investidor João Kepler, “as healthtechs estão realmente crescendo muito e é uma ótima oportunidade para construir negócios, baseados nesse problemas que existem na área de saúde”. A partir disso, podemos pensar que, graças ao uso mais otimizado e focado da tecnologia, novas soluções para a área de saúde podem surgir a partir dessas startups.


As healthtecs chegaram para trazer inovação e otimização para a área da saúde. E com a presença ainda maior desse tipo de iniciativa, é possível que a tecnologia também acompanhe. Obrigado por ter ficado até aqui e até a próxima!



Σχόλια


bottom of page