top of page

Mudanças de pequenas para médias empresas

O crescimento de uma pequena empresa para uma média empresa é um marco significativo em seu percurso de desenvolvimento e sucesso. À medida que as empresas amadurecem, surge a necessidade de expandir suas operações, alcançar novos mercados e fortalecer sua posição competitiva. Neste segundo artigo de nossa série dedicada às mudanças empresariais, focaremos na transição de pequenas para médias empresas.

Discutiremos os critérios de classificação, os indicadores para identificar o momento adequado e os benefícios e desafios envolvidos nessa jornada. Também abordaremos a importância de proteger a marca durante essa transição. Este artigo visa fornecer insights e orientações para empreendedores que buscam expandir seus negócios e alcançar novos patamares de crescimento, enquanto garantem a proteção e o valor de sua marca. Além disso, deve-se ter em mente que o crescimento deve ser saudável, sem colocar em risco o que já foi construído.


Definição


A definição oficial de pequenas e médias empresas pode variar conforme o país e as instituições responsáveis por essa classificação. Focaremos no Brasil neste artigo. Segundo o SEBRAE, as pequenas empresas são aquelas que possuem um faturamento bruto anual entre R$360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) e R$4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais), enquanto as médias empresas são aquelas que têm um faturamento bruto anual entre R$4.800.000,00 e R$300.000.000,00 (trezentos milhões de reais).

Além do critério de faturamento, o número de funcionários também é considerado na classificação. No caso das pequenas empresas, geralmente, o número de funcionários varia segundo o setor de atuação, enquanto nas médias empresas esse número pode variar de 50 a 250 colaboradores, dependendo do segmento. Esses critérios de classificação estabelecidos pelo SEBRAE permitem uma distinção clara entre pequenas e médias empresas, auxiliando os empresários a compreenderem a sua posição e possibilitando o acesso a programas de apoio e incentivos específicos para cada categoria. Um ponto importante a se observar é que cada formato deste é acompanhado por sua carga tributária específica. Então, quando considerar fazer a troca, esteja ciente de que os valores que tributos e impostos também irão variar.



Benefícios da transição


Ao se tornar uma média empresa, a organização ganha acesso a novos mercados e oportunidades de expansão, o que pode impulsionar seu crescimento e aumentar sua participação no mercado. Além disso, a mudança de categoria pode abrir portas para recursos financeiros adicionais, como linhas de crédito e financiamentos mais favoráveis, permitindo investimentos estratégicos em áreas como infraestrutura, tecnologia e expansão da equipe.

A transição também pode levar a um maior reconhecimento de marca e reputação, uma vez que as médias empresas tendem a ter uma presença mais abrangente e recursos para investir em estratégias de marketing e publicidade. No entanto, é importante ressaltar que essa transição não vem sem desafios. As empresas devem estar preparadas para lidar com questões de gestão de recursos, como a necessidade de aumentar a capacidade produtiva e gerenciar equipes maiores. Ao subir de nível, as despesas recorrentes serão crescentes. É preciso pensar nesse ponto com responsabilidade.


A importância de proteger a sua marca nesse processo


Durante o processo de transição de uma pequena para uma média empresa, é de vital importância garantir a proteção da marca. A marca de uma empresa é um ativo que representa sua identidade e reputação no mercado. Nesse contexto, o registro da marca desempenha um papel fundamental, pois confere proteção legal e exclusividade sobre o uso da marca, evitando que terceiros a utilizem indevidamente ou causem confusão no mercado.

Além disso, o registro de marca oferece uma base sólida para a empresa construir sua reputação e expandir sua presença no mercado. Durante a transição para uma média empresa, a marca pode ganhar ainda mais relevância e visibilidade, tornando-se um diferencial competitivo importante. Diante disso, é aconselhável que se busque assessoria jurídica especializada no campo de registro de marcas, para garantir que o processo de proteção da marca seja conduzido adequadamente e conforme as leis e regulamentações aplicáveis. Para saber mais, fale conosco.



0 comentário

Comments


bottom of page